top of page
  • Foto do escritorLarissa Paiva

COMO ESCOLHER AS REFERÊNCIAS DA MINHA DECORAÇÃO?



Redecorar os ambientes é sempre algo bastante positivo, mas diferente do que muitas pessoas podem pensar, decorar um espaço não é como pintar uma tela em branco. Mesmo que o cômodo em questão esteja completamente vazio, já existem características que precisam ser respeitadas no momento de definir o estilo que será empregado. Seja em uma construção nova ou repaginando, antes de buscar inspiração para guiar a nova proposta, é fundamental analisar o existente, suas configurações, características e peculiaridades.


Referências nos ajudam a externar ideias que se passam em nossa mente, e se não formos estratégicos nessa seleção, não vamos ter clareza suficiente para aproveitar as informações presentes nela ao nosso favor. Embora todos achem bem divertido buscar esse tipo de inspiração, poucos entendem a importância dessa fase dentro do processo. Cometer um erro aqui pode te levar a adquiri diversas coisas lindas para o seu espaço, mas que juntas não ornem entre si.


Antes de determinar o estilo que será adotado, busque situações espaciais semelhantes à sua, para conseguir observar soluções que sejam comuns, e necessidades que ainda não tenha se atentado. No caso de um ambiente externo com piscina de uma olhada geral em espaço similares, nesse primeiro momento sem se apegar a gostos específicos, o objetivo é avaliar as soluções adotadas em cada um deles. Depois de identificar o que é mais e menos usual nas configurações, selecione os que mais tem a ver com você e com o ambiente que quer criar. Não se esqueça sempre de levar em consideração o uso que se dará, para te guiar durante essa seleção. Se você gosta de cores e espaços vibrantes, mas está montando um local para meditação que necessita de tranquilidade, precisa permanecer atento e dosar com muito cuidado as suas escolhas.


Após separar imagens que reflitam o espirito que quer trazer para o cômodo, é possível definir e nomear um estilo de decoração, baseado nos espaços selecionados. Ao nomear esse estilo você pode aprofundar sua busca e até conhecer mais sobre algumas características e configurações que pode utilizar e ornará perfeitamente com a sua proposta. Se após analisar todas as imagens perceber que não tem um estilo definido, é sinal de que precisa repensar e refinar a seleção. As imagens não precisam pertencer todas a único estilo, pode haver um dominante, que você queira mesclar com pontos de destaques de outros. O importante é reconhecer a estratégia que está sendo adotada. Dessa pesquisa e combinações que saem os famosos moodboards, que são os quadros de humor do espaço, onde se apresentam juntas todas as referências e intenções decorativas daquele ambiente.


Caso entre os itens existentes haja algum mobiliário com características marcante, sua buscar pode contorna-lo, descobrir sua origem, inspirações que compõem a peça e aproveita-las todas na sua decoração. Tire partido dela, monte um espaço baseado em informações similares, ou completamente diferentes, fazendo da peça um ponto focal. O interessante dentro de um trabalho de decoração é ser intencional, pesquise e crie um cenário que mexa com o imaginário do usuário, sem perder o conforto e a funcionalidade no ambiente.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page